40 comentários:
De Jamour a 13 de Julho de 2006 às 09:06
Agradeço desde já as tuas visitas ao meu canto. Convido-te para festejar mais um ano. O meu canto faz dois aninhos. Aparece para bebermos um corpo e saborearmos estas tuas lindas palavras. Abraço


De Castanheira Maia a 13 de Julho de 2006 às 08:41
Gosto do blogue da sua tonalidade.
Adoro Trovante a mim diz-me tudo e até parece que eles descrevem a minha vida.

Viver, que coisa tão complicada.


De Angel of Obscurity a 13 de Julho de 2006 às 03:14
Amigo, venho deixar um abraço e navegar neste teu mundo, tao intenso e sentido..

Um Abraço deste Angel**


De su a 13 de Julho de 2006 às 02:25
Lindo: "Brida, menina, mulher, feiticeira de magia!"

xxx

Ai que voltaste a falar do pequeno-almoço! ; ) Bem, chegava a tempo...ainda não havia era vaga no Cláudio!

Beijos.


De su a 12 de Julho de 2006 às 11:54
Desembrulhei os laços e recebi o beijo...e deixei palavras para ti também, com um pouco do que deixo agora aqui para ti:

"May the road rise to meet you,
May the wind be always at your back,
May the sun shine warm upon your face,
May the rains fall soft upon your fields,
And until we meet again,
May God hold you in the hollow of his
hand."

(oração irlandesa)

Lá deixo outras flores com luz de sol...
Ai que saudades de Odeceixe!
Beijos.


De Mily a 11 de Julho de 2006 às 21:18
Passando em busca de nova postagem... não encontrando, deixei um beijo, um sorriso e uma flor, que aconcheguei nos teus laços... e coloquei no teu coração!


De Ana_Boxexas a 11 de Julho de 2006 às 00:20
Meu querido Miguel, pudessemos nós viver tudo numa noite, desabrochar como uma rosa que encanta e nos perfuma a alma, em sensações intensas. E na musicalidade das lembranças, somos mar de água salgada que permanece na pele, e que se prolonga até aos que adoramos. Sempre fantásticas as tuas palavras sentidas! Beijos enormes**


De flor do campo a 10 de Julho de 2006 às 23:13
«I'll find some peace tonigh
t...
you're in the arms of the angel
may you find some comfort here»

Na noite, esqueço as memórias ou lembranças e repouso o rosto numa "pétala"de rosa...
Sonho?! Não sonho?!

Adormeço devagarinho, um anjo guarda meus sonhos!

Os que perdi, leve-os o vento para um campo de terra lavrada...

Os que restam...
Talvez floresçam um dia ou fiquem no meu coração.
Hoje só preciso de um pouco desta paz que aqui encontro!
Quando amanhecer, deixo um sorriso!


De su a 10 de Julho de 2006 às 17:47
E o perfume continua das palavras - rosas do teu poema...

: )


De Kita a 10 de Julho de 2006 às 11:09
Lembraste-me uma música que eu adoro... "Lembras-me uma enchente de maré..." :) e a imagem está excelente. Esse amor de vento semeado... que dê o fruto desejado. Como as tuas palavras...

Um beijinho,
Kita


Comentar post