Quinta-feira, 17 de Agosto de 2006

noite fiel

Foto de Tarique Sani em se.nsuo.us


Abrigo o cálice de seda ligeira...
Atesto os olhos na fresca flor,
antecipo o eterno momento
de físico e avidez, de sentido sentimento.

Do balanço sou fiel,
de versado remo sem rumo,
viris amarras ao cais,
seguro porto de curva em prumo.

Acerto o tempo pelo tempo
nos braços e pés do vento,
amarro a noite feiticeira
na desleal palavra...verdadeira!

Mike às 15:30
| Parêntesis | Enlaça-me...
22 comentários:
De aroma a 24 de Agosto de 2006 às 14:51
Gosto de ler cada laço que aqui deixas; são repletos de feitiços.
bons aromas!


De Daniel Aladiah a 23 de Agosto de 2006 às 18:44
Caro Mike
Armar assim barraca... (foto) :)
o que as palavras choram...
Um abraço
Daniel


De Suzy a 22 de Agosto de 2006 às 19:20
Tenho andado meio fugida deste mundinho ao alcance dos nossos dedos :)
Mas venho deixar-te um beijinho e os votos de uma excelente semana, cheia de sol;)


De Magia a 21 de Agosto de 2006 às 15:54
Na fidelidade de cada letra em cada palavra, existe sempre a ambiguidade de quem a lê...

Beijinhos Mágicossssss Mike!!!!!!

Adorei a foto

Beijos encantados (com tudo) ;)




De micas a 20 de Agosto de 2006 às 16:42
Luas feitiçeiras, momentos de encantamento na magia de uma noite...fiel...
Adoro a sensualidade e beleza que pairam por todo este espaço. Parabéns.
Beijo


De MoonLight a 19 de Agosto de 2006 às 21:50
Belíssimo... como sempre!
Belas noites... Boas noites!
Bjs de Luz


De Ana_Boxexas a 19 de Agosto de 2006 às 21:27
Olá Miguel! Regresso de férias com um sorriso enorme, e escrevo-te agora com um sorriso também encantado pelas tuas palavras. Noites e sentires que se entrelaçam em sensualidade que nos encanta e enfeitiça. É sempre um prazer percorrer este teu mundo. Deixo-te um beijo com feitiço de lua e carícias para o teu felino ;-)


De Serpente Emplumada a 19 de Agosto de 2006 às 19:10
Remo sem rumo, seguirás rumo ao que a vida te mostrar...ou o que a tua feitiçeira te desvendar eheh. Um abraço no tempo...a seu tempo!


De Maria a 19 de Agosto de 2006 às 00:18
No feitiço da lua
na minha noite a navegar
ando na constante luta
de a verdade encontrar.

Belo poema,adorei.
Beijinhos e bom fim-de-semana
Maria


De Maria a 19 de Agosto de 2006 às 00:17
No feitiço da lua
na minha noite a navegar
ando na constante luta
de a verdade encontrar.

Belo poema,adorei.
Beijinhos e bom fim-de-semana
Maria


Comentar post

Sopro de Vento

My Immortal
Evanescence

Frio

Novembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Março 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Morno

foi em novembro...

amour volant

lado a lado

Laços...

um ano...

eclipse

grito de inocência

pássaro do tempo

amor

rede de luz

Quente

subscrever feeds