36 comentários:
De Suzy a 20 de Novembro de 2006 às 19:19
Olá!
Já por aqui tinha passado e adorei este teu post à inocência das crianças...
Também tenho andado meio "fugidia"...
Mas agora reparei que não postas aqui desde 12 de Outubro...
Diz-nos só se estás bem, ok?
Um beijinho com muito carinho para ti!


De Mily a 17 de Novembro de 2006 às 03:26
Por onde andas, amigo querido? Saudade de ti e do teu versejar, meu anjo! Dá notícia pra gente.

Espero que estejas bem, e que os anjos estejam a te acompanhar e a te proteger.

Ficam beijos, sorrisos e flores no teu coração, com o desejo de que retornes logo ao nosso convívio.


De Mily a 17 de Novembro de 2006 às 03:26
Por onde andas, amigo querido? Saudade de ti e do teu versejar, meu anjo! Dá notícia pra gente.

Espero que estejas bem, e que os anjos estejam a te acompanhar e a te proteger.

Ficam beijos, sorrisos e flores no teu coração, com o desejo de que retornes logo ao nosso convívio.


De su a 16 de Novembro de 2006 às 11:33
...visitei a casa ao lado...mesmo andando afastada destas lides virtuais de vez em quando dou um passinho virtual por cá...uma forma de matar algumas saudades...vim ver se havia novidades poéticas aqui para estas bandas!!

Deixo na mesma um beijinho saudoso...com sabor ao sumo de laranja dos PA do Cláudio!

SJ


De miosotis a 12 de Novembro de 2006 às 14:22
Sem dúvida, é necessário um grito de rebeldia!

As pessoas necessitam urgentemente de 'amar-se' para se salvar, mas andam tão perdidas entre tantas correntes de ilusões...

bjs


De Juda a 11 de Novembro de 2006 às 16:24
Sempre gostoso o tom das palavras... um abraço...


De MJose a 7 de Novembro de 2006 às 10:23
Laços,
Gostei muito.
Quando as palavras são um espaço aberto ao momento de parar, reflectir,ver,ouvir, sentir...
Também, porque não, sonhar um pouco?
E depois seguir pela Vida.
Voltarei para ler de novo.
Um abraço


De susana júlio a 2 de Novembro de 2006 às 22:11
...sem palavras por tão belas e lindas e queridas palavras que deixaste na Teia.
O aconchego quente suave de um verdadeiro abraço amigo ultrpassando o frio inerte do virtual...não sei se se devem agradecer as palavras...mas eu senti-me agradada e agradecida...emocionada e enternecida...que fazer? Agradecer?

Guarda-as a Teia e o meu próprio coração, meu amigo.
Um abraço grande grande...mais grande não dá de tão grande que já é.

Fica bem...estarei sempre por aqui...ou aí...ou ali...


De cristina a 6 de Novembro de 2006 às 12:57
Fazes a greve do blog, Mike?!
Beijinhos.


De Afrodite® a 1 de Novembro de 2006 às 15:57
Saudade de vc moço...
Este grito da inocência, será mesmo um grito de pura inocência?
Bjo Meu!
;)


De aroma a 29 de Outubro de 2006 às 16:19
Um grito da inocência, será um grito inocente?...


Comentar post