Terça-feira, 20 de Dezembro de 2005

nó de oito

Foto Mike


O nó apertou...separou as nossas metades...

Ficam presas por um laço,
Fico eu, ficas tu, fica a dor...
Mas fica também o nosso amor.

Vou fechar este livro
este jardim de doces flores.
Vou guardar esta história em pétalas de ti,
arrancar as ervas e os odores
que de morte me cansaram
e sentir que não morri.

Não me despeço de ti
não me despeço de mim
sigo pelo caminho que desisti
porque esse sou eu e eu sou assim.

Os Laços são fortes e eternos;

Se um dia o nosso amor se encontrar
num jardim de mil encantos
serás tu, minha princesa,
a mulher que eu vou amar.

Deixo sacos por abrir, de sonhos de amor que vivi a dormir.

As almas gémeas quase nunca se encontram, mas, quando se encontram, abraçam-se...


Mike às 09:45
| Parêntesis | Enlaça-me...
20 comentários:
De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 15:52
Em laço apertamos as mãos/
Em laço solta-se a emoção/
Em laço voam esperanças/
Em laço perpetuamos momentos/
Em laço sufocamos o grito/
Em laço apertamos o coração/
Que sangra de dor/
Com a dor da paixão!///

E num laço deixo-te o meu abraço. Lina/mar revolto
Lina (Mar Revolto)
(http://www.aromasdomar.blogspot.com)
(mailto:lina.cf@gmail.com)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 17:09
Olá, vim te ler e amei o que vi...
Parabéns, lindo teu blog...
Beijos com amor, Afrodite®Afrodite®
(http://www.tokdeseducao.blogger.com.br/index.html)
(mailto:tokdeseducao@ig.com.br)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 19:43
Que bonito isso!
Beijos, querido!Claudia Perotti
(http://meiasintimidades.zip.net)
(mailto:claudia-perotti@uol.com.br)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 21:06
Pelo amor ser um sentimento tão intenso, a dor revela-se dificil de ultrapassar.
Mas acredito que esse laço que vos une, belo como uma rosa, brilhante como uma estrela e puro com as aguas cristalinas que correm pela montanha abaixo ficará eternamente gravado nesse tão nobre orgão de nome coração, e acredita que nenhum obstáculo por maior que seja vos vais separar.
Quero-te dizer que gostei bastante deste magnifico poema.
Fico feliz por haver pessoas com tão grande e nobre sentimento.
Boa noite.Hórus
(http://josecarlos.blogs.sapo.pt)
(mailto:josesoares_1979@msn.com)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 22:20
Pode ser que esse jardim seja labirintico, como é sempre o jardim do amor...mas será sempre esse o caminho: seguir em frente, sem esperança ilusória porque pode ser que portas se fechem...mas com lembrança única porque pode ser que enigmas se desfaçam...não sei se temos encontro marcado...mas este laço está tatuado...em forma de nó de oito* abraço*anacanela
(http://www.vidadeareia.blogs.sapo.pt)
(mailto:anacanela@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 23:13
Está fantastico e adorei a última frase! Um grande beijinhoAran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:aran_aran@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 00:28
Que lindo....soberbo.
No encontro, as almas gêmeas abraçam-se sim....nem que logo depois se separem, para que cada uma continue a sua missão de aperfeiçoamento.
Até ao dia em que se reencontram para nunca mais se separarem e aí, a fusão de energias é inimaginavel...e um raio de luz ofuscante se dilui no horizonte. Ambos atingiram a plenitude, agora num só ser de Amor Universal vivem. Beijos carinhosos. Ana Paula
(http://biona.blogs.sapo.pt)
(mailto:a_p_m_1@hotmail.com)


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 09:31
Simplesmente ... belo!!! Um beijo enorme :)Neith
(http://www.echoes.blogs.sapo.pt)
(mailto:neith@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 14:06
A cada post fico mais fã dos teus escritos... simplesmente soberbo, lindo...Lilian Paula
(http://www.lilianpaula.zip.net)
(mailto:lilianaula5@hotmail.com)


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 17:53
Magnífico, indecritível e inimaginável...o Amor e a Dor, uma relação sinalagmática! A carga expressiva do que escreveste deixa-me sem comentários...apenas o sentir!!...Beijoteca
(http://)
(mailto:Teresa-Saraiva@sapo.pt)


Comentar post

Sopro de Vento

My Immortal
Evanescence

Frio

Novembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Março 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Morno

foi em novembro...

amour volant

lado a lado

Laços...

um ano...

eclipse

grito de inocência

pássaro do tempo

amor

rede de luz

Quente

subscrever feeds