Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2005

tapete de estrelas

tapete-de-estrelas.jpg

Este é o lugar para se ser um só

o sítio de tudo sentir;

uma noite dourada, uma estrela a cair.

Aqui, longe do sol

onde os sons do além se calam

e o céu se funde sem horizontes,

há conversas de aves que falam.

E perto, outro mundo me escapa...

não corro, não grito, quero o brilho que me toca

desse tapete de prata.


Mike às 09:16
| Parêntesis | Enlaça-me...
20 comentários:
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 09:40
Deita-te nesse tapete de prata e deixa fluir os teus sentimentos, olha para o infinito que te rodeia e descobrirás um indescritível espectáculo de luz e côr...sim, os teus sentimentos explodem em todas as direcções sob a forma de mil e uma estrêlas, qual delas a mais brilhante, a mais intensa, a mais bela!...
Este é realmente o lugar de nos encontarmos com o nosso "eu" livre, espontâneo, sincero e verdadeiro! Brilharás sem dúvida, porque o brilho vem de dentro de ti! Xi coração...Teca
(http://teka.teka)
(mailto:Teresa-Saraiva@sapo.pt)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 09:50
Estrelas mil que brilhem não ofuscarão teu brilho na escrita e no sentir. Adorei a simplicidade do teu blog, ao mesmo tempo tão subtil!...Perola
(http://reencontro.blogs.sapo.pt)
(mailto:tsciza@sapo.pt)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 10:01
Olho à noite para o céu, veijo o luar e contemplo o brilho estrelar... sonho em um dia poder voar até lá, pegar numa estrela e trazela para cá. Adorei este poema. Gostaria k visitasses o meu blog, se kiseres. Bjs Célia
(http://celia.blogs.sapo.pt)
(mailto:celiaclaro_7@msn.com)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 10:38
Quando adolescente costumava olhar o céu durante horas. Imaginava um manto negro bordado de diamantes e que este manto nos envolvia em sua proteção. Depois tornou-se fonte de inspiração e busca da paz. Belíssimo teu texto! De quem é essa música? Linda, heim? BeijosClaudia Perotti
(http://meiasintimidades.zip.net)
(mailto:claudia-perotti@uol.com.br)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 10:52
A noite mais mágica da minha vida...Princesa
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 12:23
Caro Mike (tenho assumido que é do sexo masculino, mas será?)
Imagem fantástica dum berçário onde tudo se inicia...
(professor? mmmmmm)
Um abraço
DanielDaniel Aladiah
(http://aladiah.blogspot.com)
(mailto:aladiah2005@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 15:17
Une pluie d"étoiles pour éclabousser notre coeur de mille et une lumières...cristina
(http://alzira.canalblog.com)
(mailto:cristina_be2001@yahoo.fraha)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 16:12
Que honra que nada...o teu blog é lindo!!!!!
As músicas fenomenais....as palavras belas, que mais se pode querer? Aparece sempreMoonlight
(http://partilhando-o-meu-eu.blogspot.com)
(mailto:)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 17:58
Adoro vir até aki, me senti como se estivesse em meio aos astros, senti uma paz, e ao mesmo tempo, euforia por poder presenciar toda essa beleza. Teu poema embalsamado por Blunt ficou perfeito. bjosLilian Paula
(http://www.lilianpaula.zip.net)
(mailto:lilianpaula5@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2005 às 22:04
Magnifica imagem!!! "...o lugar para se ser um só"... nem mais!!! ;) Gostei, beijinhosAran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:aran_aran@sapo.pt)


Comentar post